Chamada de textos

edição 26

Chamada de textos
Revista Sur

Ensaios - Estudos de Caso - Reflexões Institucionais

Prazo: 15 de setembro de 2017

Chamada de Textos para a 26ª edição especial da
Sur – Revista Internacional de Direitos Humanos
Retomando o espaço cívico: reflexões e aprendizados de e para ativistas

Contexto

Conectas Direitos Humanos e o Fund for Global Human Rights convidam a todos para o envio de textos na forma de ensaios, estudos de caso e reflexões institucionais – com preferência às vozes de ativistas do Sul Global – para a 26ª edição da Sur – Revista Internacional de Direitos Humanos que será publicada em dezembro de 2017. A edição especial focará nas respostas à repressão contra a sociedade civil presenciada atualmente – em diferentes graus – em todo o mundo.

O objetivo da Sur – Revista Internacional de Direitos Humanos, publicada pela Conectas, é influenciar a agenda global de direitos humanos, produzindo, promovendo e divulgando pesquisas e ideias inovadoras, principalmente do Sul Global, na prática de direitos humanos.

A Revista Sur é uma publicação de livre acesso, editada em português, inglês e espanhol e conta com um público on-line (sur.conectas.org/) e impresso de mais de vinte mil pessoas, em mais de 100 países.

Retomando o espaço cívico: reflexões e aprendizados de e para ativistas

Relatórios e pesquisas sobre a repressão internacional da sociedade civil (muitas vezes, mencionada como o “fechamento” ou a “redução” do espaço da sociedade civil) tendem a se concentrar em como ela se manifesta e seus impactos – por exemplo, detalhes sobre um novo conjunto de leis que restringem o financiamento de organizações não governamentais ou a prisão ilegal de um indivíduo ou de um grupo de ativistas de direitos humanos.

No entanto, ainda há escassa documentação sobre como a sociedade civil – e de modo mais específico, o movimento de direitos humanos – está respondendo a esta tendência. Existe ainda menos material que avalie a eficácia dessas respostas e que possa orientar futuras estratégias de ativistas de direitos humanos e atores internacionais. Além disso, a maioria dos relatórios, estudos, artigos, blogs etc. são o trabalho de atores internacionais que estudam contextos nacionais ou organizações/ativistas como objetos de pesquisa. Quando os próprios ativistas produzem análises é geralmente para fornecer dados para embasar esses relatórios ou apresentar estudos de caso nos mesmos.

Conectas e o Fund for Global Human Rights (FGHR, na denominação original em inglês) têm como objetivo combater esse desequilíbrio e produzir uma edição especial da Sur – Revista Internacional de Direitos Humanos. Estamos buscando contribuições, principalmente do Sul Global, que se enquadrem nas seguintes áreas temáticas:

1. Quais são as principais causas das restrições a sociedade civil?

Os contextos geopolíticos atuais apresentam vastos e diversos desafios para os ativistas de direitos humanos. As restrições que enquadram os ativistas como “agentes estrangeiros” na Rússia, o desaparecimento de ativistas na China, a detenção de jornalistas no Egito e o assassinato de defensores de direitos humanos em Honduras são exemplos bem conhecidos. No entanto, existem diversos exemplos de repressão bem menos conhecidos, mas igualmente preocupantes. Para mencionar apenas alguns casos, o uso de acusações de terrorismo contra ativistas indígenas Mapuche no Chile, tentativas de controlar as divergências de opiniões nas mídias sociais na Nigéria, ameaças presidenciais aos defensores de direitos humanos nas Filipinas e uso de repressão para criar uma sociedade intolerante na Hungria. Estes casos são, muitas vezes, agrupados como exemplos do “encolhimento” ou “redução” do espaço da sociedade civil. No entanto, esses termos não conseguem abordar as especificidades dos contextos locais nem a complexa rede de atores e interesses nas origens dessa repressão.

 

2. Como o movimento de direitos humanos pode retomar o espaço da sociedade civil?

A ameaça exposta na seção um (acima) está provocando várias respostas do movimento de direitos humanos. Ativistas e profissionais estão inovando em termos de com quem construir alianças. Da mesma forma, há uma maior ênfase em estabelecer contatos com organizações ou movimentos fora da esfera tradicional de direitos humanos (a chamada transversalidade). A criação de uma base de apoio é vista por algumas pessoas como crucial para prevenir, mitigar ou responder às restrições impostas à sociedade civil.

3. Como sustentar o movimento de direitos humanos diante dessas ameaças?

As restrições à filantropia internacional e a insegurança e medo criados pela repressão colocam cada vez mais pressão sobre a estabilidade financeira, sustentabilidade e bem-estar das organizações e ativistas de direitos humanos.

Levando isso em consideração, a Revista Sur recebe contribuições (em português, inglês ou espanhol) entre 7.000 – 20.000 caracteres (incluindo espaços) nos seguintes formatos:

• ENSAIOS

Análises aprofundadas sobre qualquer questão colocada acima, de preferência textos que tratem de questões de importância internacional e/ou tragam uma perspectiva comparada entre diferentes países.

• ESTUDOS DE CASO

Textos sobre a implementação da mobilização da sociedade civil, estratégias de advocacy, contranarrativas e outras respostas e que analisam o impacto dessas estratégias.

• REFLEXÕES INSTITUCIONAIS

Textos mais curtos sobre sustentabilidade, segurança e bem-estar, e métodos alternativos de financiamento diante da repressão à sociedade civil

 

O PRAZO FINAL PARA O RECEBIMENTO DE CONTRIBUIÇÕES É 15 DE SETEMBRO DE 2017

PROCESSO DE SELEÇÃO E DIREITOS AUTORAIS

Uma vez apresentadas, as contribuições estarão sujeitas a um processo seletivo. Cada contribuição será avaliada por um membro da equipe editorial e se atender aos padrões de qualidade da Revista, passará por um processo externo de avaliação anônima (blind review). Devido ao grande número de contribuições recebidas para cada edição, o Conselho Editorial se reserva o direito de não informar aos autores as razões pelas quais uma contribuição foi rejeitada.

Em relação aos direitos autorais, a Revista Sur utiliza o Creative Commons-Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 para publicar seus textos. Isso preserva os direitos autorais ao mesmo tempo que permite aos leitores compartilharem seu conteúdo.

Qualquer contribuição que contenha citações sem referências apropriadas (plágio) será desconsiderada imediatamente.
A Revista Sur não cobra dos autores taxas de processamento de artigos ou publicação.

FORMATO

As contribuições devem ser enviadas para artigo.sur@conectas.org em formato eletrônico (em arquivo do Microsoft Word) utilizando as seguintes normas:

As contribuições recebidas que não seguem as diretrizes acima (incluindo o número de caracteres) podem ser imediatamente rejeitadas pelo Conselho Executivo.

PRAZO FINAL

As contribuições para a Revista Sur 26, que será publicada em dezembro de 2017, serão recebidas para análise até 15 de setembro de 2017. As contribuições recebidas após essa data serão consideradas para a próxima edição da Sur.